Prof. Rômulo fala na sessão da Câmara sobre a questão da Unifesp

Na sessão de terça, 6 de novembro, o Prof. Rômulo fez uma fala na tribuna com relação a questão da Unifesp de Guarulhos. Está crescendo na universidade um movimento elitista que pretende retirar o campus de Guarulhos e levar para a região central de São Paulo. Acompanhe a fala do Prof. Rômulo:

Prof. Rômulo na tribuna – foto: Henrique Marinho

“Venho aqui repercutir sobre o movimento da Unifesp – da retirada do campus da Unifesp de Guarulhos. Existe um movimento muito forte querendo tirar a Unifesp de Guarulhos e levar para outra cidade. Esse movimento colocou que poderá haver um plebiscito para legitimar a saída da Unifesp daqui, lá de dentro. Lamentamos, porque a universidade pública, no caso a Unifesp, que veio para Guarulhos foi por uma luta e por reivindicação dos movimentos sociais organizados desta Cidade e não é um grupo elitista que estuda e que leciona na Unifesp que vai levá-la para outros locais. Nós sabemos que o plebiscito da Unifesp, principalmente porque contém alunos que vão votar e é claro que eles vão votar pela retirada, porque a maioria dos alunos que está lá não é de Guarulhos. Na Unifesp, o vestibular se faz em nível nacional. Então, entram na Unifesp alunos do País todo e, logo, esses alunos vão pedir a retirada. Mas sabemos que o que está por trás disso aí é o puro preconceito e um embate político contra a expansão universitária.

A Unifesp que veio de uma luta lá atrás dos movimentos sociais e estamos nos organizando para combater essa saída. Na segundafeira próxima, provavelmente, haverá uma audiência pública, lá, na Unifesp para que nós possamos debater esse plebiscito e a retirada da Unifesp de Guarulhos, porque não vai ficar barato para essa elite que não aceita uma universidade na periferia, não aceita uma universidade para atender à população pobre deste País. Nós vamos para cima desse grupo elitista, porque é uma visão elitista que não aceita uma universidade na periferia. Eles alegam que a Unifesp no local em que está, na região do Pimentas, tem problema de mobilidade, mas defendem a Unifesp no Centro de São Paulo. Existe problema mais de mobilidade que o Centro de São Paulo? Pior do que aqui. O problema de mobilidade urbana… Em todos grandes centros urbanos, todos, têm esse problema.

Então, vamos combater a retirada da Unifesp daqui de maneira contundente. Vamos para cima com os movimentos sociais. Vamos para cima com outros movimentos organizados, os movimentos que defendem os interesses da população mais carente. Vamos defender até o final uma coisa que conquistamos lá atrás através dos movimentos sociais organizados, nas OPs, os Orçamentos Participativos. Em todos os Orçamentos Participativos, de 2004, de 2005 falavam de universidade pública em Guarulhos. Então, não vamos entregar barato. Não vamos sair daqui barato e deixar barato essa retirada da Unifesp para atender a uma elite burguesa, paulistana e preconceituosa que quer retirar a Unifesp, daqui, da Cidade de Guarulhos! É isso.”




Você pode deixar um comentario, or trackback from your own site.

2 respostas to “Prof. Rômulo fala na sessão da Câmara sobre a questão da Unifesp”

  1. Villas disse:

    Sabemos muito bem quem são os interessados em remover a UNIFESP da periferia de Guarulhos. Sim, precisamos combater e muito mais que isso, exigir cursos compatíveis com a realidade sócio-econômica da cidade.

  2. admin disse:

    Concordamos plenamente, meu Caro.
    A Unifesp não pode inclinar-se aos caprichos de uma comunidade elitista. Ela tem um papel social a cumprir.
    Vamos lutar por sua permanência e, em seguida, pela melhoria continua do ensino.

Deixe um comentário


Desenvolvido para WordPress | Desenhado por: Douglas Lotto