Prof. Rômulo levanta algumas das principais demandas da cidade no Saúde Participativa

Prof. Rômulo no Saúde Participativa - Jurema PC

Na última quinta, dia 02/06, o Prof. Rômulo participou da plenária do Saúde Participativa do  Distrito de Saúde Pq. Jurema (Vila Paraíso, Alvorada, Jd. Cumbica, Jd. Arapongas, Jd. Vermelhão, Jd. Kátia, Jd. Santo Afonso, Leblon e outros) na Escola Municipal Chico Mendes e novamente, na frente do secretário de Saúde e do Prefeito Almeida, levantou dois problemas que são de urgente solução para a população: a falta de UBS na região do Jd. Arapongas e a falta de médicos, que é sabido ser um problema existente no país inteiro, devido ao insuficiente número de escolas de medicina.

Em sua fala, o Prof. Rômulo relembrou as lutas dos anos 70 e 80 pela criação de um sistema de saúde universal, que atendesse a todas as pessoas, não só àquelas que possuíam registro em carteira (como era antes do SUS). Defendeu o Sistema Único de Saúde, sobretudo a saúde preventiva e as UBSs, relembrando a questão do Jd. Arapongas, e ressaltou o problema da carência de médicos na cidade, problema esse que seria amenizado com a criação de pelo uma faculadade pública de Medicina em Guarulhos. O Prefeito Almeida concordou com o Prof. Rômulo e afirmou que se sente envergonhado por Guarulhos não ter nem sequer um curso de Medicina nas faculdades privadas, que dirá uma faculdade pública de saúde.

O Prefeito Almeida no Saúde Participativa - Jurema PC

Além da fala do Prof. Rômulo, a questão da faculdade pública de Medicina estava presente nas faixas que foram trazidas para o local cobrando a vinda desse curso para Guarulhos. Com a quadra da Escola Chico Mendes lotada, mais pessoas foram testemunhas da nossa cobrança e mais gente pôde ver quem está realmente empenhado em trazer um curso de medicina para Guarulhos, haja vista que depois que o ministro da Saúde acenou com a possibilidade de trazer esse curso para a cidade, muitos vereadores pegaram carona nessa demanda…

Faixa no Saúde Participativa – Jurema PC

O secretário de Saúde, Carlos Derman, também reafirmou a necessidade de trazer uma faculdade pública de Medicina para cá e falou sobre a dificuldade de instalar uma UBS no Arapongas, devido ao impasse com a Petrobrás pela cessão de parte de um terreno para a construção dessa unidade de saúde.

A população não pode deixar de cobrar e fiscalizar. É preciso comparecer às plenárias, votar nos seus delegados (que irão participar em breve da Conferência Municipal de Saúde) e acompanhar o trabalho das autoridades competentes no sentido de olhar pela saúde dos munícipes. A próxima plenária da região será no Conjunto Marcos Freire no dia 04/06, sábado, na E.E. Pimentas II. É imprescindível a presença da população da região no evento.




Você pode deixar um comentario, or trackback from your own site.

Uma resposta to “Prof. Rômulo levanta algumas das principais demandas da cidade no Saúde Participativa”

  1. […] Jd. Kátia e Jd. Vermelhão, como por exemplo, a falta de um posto de saúde, problema já abordado na plenária do Saúde Participativa. Graças a mobilização dos moradores, a demanda mais votada para a região foi a da […]

Deixe um comentário


Desenvolvido para WordPress | Desenhado por: Douglas Lotto