Preconceito é o motivo por trás do movimento que pede a saída da UNIFESP de Guarulhos

Passeata pedindo a universidade em Guarulhos

Com um preconceito velado, cresce um movimento elitista dentro da UNIFESP campus Guarulhos pedindo a transferência da unidade para São Paulo. A vinda da Universidade para a região dos Pimentas foi obtida graças aos movimentos sociais da cidade. Em paralelo ao movimento que pede a saída, cresce também o movimento dos professores e alunos que desejam a permanência do campus. Autoridades da cidade já se manifestaram a favor da UNIFESP em Guarulhos.

Entre todos os argumentos bizarros apresentados pelo movimento que deseja a saída do campus de Guarulhos está o da mobilidade urbana. Alegam que a localização da universidade está distante das regiões centrais, tanto de São Paulo como de Guarulhos, e que aliado ao trânsito, dificultam o acesso. Porém, o movimento pede a transferência do campus para a capital do Estado. Como se lá não houvesse trânsito. E com relação a distância, isto também é relativo. Distante para quem? Um campus em Guarulhos é distante para quem mora em São Paulo, mas o inverso também é verdadeiro.

O desejo de saída não passa de uma manifestação preconceituosa, pois a região dos Pimentas está na periferia da cidade. Temos muitos problemas aqui, sim. Mas a vinda da universidade representa desenvolvimento, pesquisa na região, transformação. O papel social do campus na região é maior do que o desejo individual de alguns, que querem a faculdade na porta de suas casas.

Várias autoridades já se manifestaram em favor da permanência da UNIFESP em Guarulhos. Entre eles estão o deputado estadual Alencar Santana, o ex-prefeito Elói Pietá, o então ministro da educação Aloísio Mercadante, o prefeito Sebastião Almeida, o vereador Prof. Rômulo Ornelas, entre outros.

Agora é preciso os movimentos sociais da região se unirem novamente. A vinda da UNIFESP foi uma conquista coletiva da cidade, trás muito mais que salas de aulas, trás o desenvolvimento, a autoestima, o orgulho de morar em uma região, antes esquecida, e hoje crescendo e melhorando cada vez mais. Foi uma luta para termos a universidade, agora será uma guerra para mantermos. 




Você pode deixar um comentario, or trackback from your own site.

Deixe um comentário


Desenvolvido para WordPress | Desenhado por: Douglas Lotto