Avanços na Saúde Pública em Guarulhos

Carlos Derman, Secretário Municipal de Saúde

Carlos Derman, Sercretário Municipal de Saúde

Quem acompanha o noticiário em Guarulhos tem visto a onda de ataques que tem sofrido a Secretaria Municipal de Saúde. Isso vem acontecendo por conta da proximidade das eleições municipais. Devido aos interesses de alguns vereadores da oposição (inclusive vereadores donos de clínicas particulares), tenta-se vender a ideia de que a saúde no município está abandonada, sendo que nesses dois anos e meio ela evoluiu muito, ao contrário do que afirmam aqueles que querem antecipar o debate eleitoral.

O leitor deste blog deve se lembrar do plano de carreira mais recente dos servidores da saúde aprovado na Câmara, que além de dar um bom reajuste salarial aos médicos (muito acima da inflação), o que certamente amenizará a carência desses profissionais na rede pública, também incluiu os Agentes Comunitários de Saúde, que igualmente conquistaram um bom reajuste, além das demais categorias de profissionais da saúde que também receberam aumento.

A valorização dos agentes comunitários de saúde faz parte da política de investimento na saúde preventiva que vem sendo implantada na gestão do Secretário Carlos Derman. Não precisa ser muito entendido do assunto para saber que é melhor prevenir do que remediar, por isso tem sido priorizada a Atenção Básica, ou seja, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), cuja função é promover a saúde e procurar evitar que as pessoas precisem passar por procedimentos mais arriscados, invasivos e, sobretudo, mais caros, realizados pelos hospitais e pronto-socorros. Além de 3 novas unidades construídas (Cabuçu, Dinamarca e Itapegica), foram reformadas as UBSs Jd. Jacy, Jd. Munhoz, Jd. Paulista e Vl. Rio de Janeiro.

Mas claro que os investimentos nos hospitais não foram deixados de lado: além do HMU, que foi reformado e ganhou um tomógrafo (o que garante que o paciente não precise ser transferido para outro hospital caso venha a precisar desse aparelho), há também agora uma Clínica Ortopédica feita em parceria com o Hospital Nipo-Brasileiro, além de um Centro Cirúrgico e uma maternidade no Hospital Pimentas-Bonsucesso (agora a gestante que for moradora dessa região não precisará mais ser deslocada para o Centro).

Claro que há muito ainda a ser feito, mas temos convicção de que a Secretaria da Saúde está no rumo certo. Foram adquiridos 900 computadores para as UBS, 14 novas viaturas (sendo 10 ambulâncias) e contratados 2 mil novos profissionais, sem contar a possibilidade de a cidade ganhar uma faculdade pública de saúde, o que certamente fará com que aumente a oferta de médicos em Guarulhos.

Diferentemente do que têm informado os principais meios de comunicação da cidade, a Câmara dos Vereadores, através da Comissão de Higiene e Saúde Pública, está sim investigando a morte dos 11 bebês na UTI do Hospital Municipal da Criança e do Adolescente. E o que se sabe até agora é que muitos deles tinham sérios problemas de saúde, como má formação, entre outras coisas, e que certamente não sobreviveriam de maneira nenhuma.

Assim como esse caso, a questão do pequeno Walas, que veio do hospital de Francisco Morato com o dedão do pé necrosado e este teve que ser amputado, também está sendo investigada por uma sindicância interna da Secretaria da Saúde.

Não é intenção do nosso mandato “blindar” o governo. Uma das funções do Poder Legislativo é fiscalizar o Executivo, contudo isso deve ser feito com responsabilidade, sem injustiças, sem perseguição e sem interesse eleitoreiro. Reafirmamos que  uma das nossas prioridades é, sem dúvida alguma, defender a saúde pública, gratuita e universal, diferentemente de alguns vereadores que utilizam seus mandatos em defesa de interesses particulares e empresariais.




Você pode deixar um comentario, or trackback from your own site.

16 respostas to “Avanços na Saúde Pública em Guarulhos”

  1. Orismar disse:

    meu nome é orismar moro no parque jandaia á 23 anos,muita coisa mudou nesses tempos.gosto de morar aqui.percebo que os investimentos públicos é gigantesco em nossa região. o dinheiro é bem empregado em vários segmentos nescessários a sociedade.porém,deixam a desejar em relação ao atendimento ao cidadão. falta treinamento de pessoal,a morosidade é gritante…a irritação é visível na população.tenho a impressão de que somos os funcionários não o contribuinte.por favor tomem alguma atitude em relação ao atendimento.

  2. Romulo eu sei que tem coisas aí que realmente aconteceram, o aumento do sálario do médicos é uma delas, mas os agente de saúde e auxiliares de enfermagem não concordam com esse “bom aumento” que vc está dizendo, estão até fazendo greve, pq será?

    Outra coisa, você já foi no ubs do Jd. Jacy? que reforma teve lá ? infelizmente esses ubs são um verdadeiro caos, tenta marcar uma consulta no pediatra do ubs do Pimentas, vc consegue mas aquilo é uma calamidade é um desrespeito com a população, se eu depender da saúde pública de Guarulhos estou ferrado, outra coisa, que não dá para entender? veja se você consegue, minha tia está com uma gravidez de risco, a referencia dela e o JJM… pq o JJM ? não seria mais fácil quem sai do Pimentas ir para o Hospital Geral? vc sabia também que só o H. Geral está adequado para a lei 11.108; sobre o JJM a recepção é linda, será que o Sr. Carlos Derman já entrou no pré atendimento, eu já entrei lá e sei como é… tente ir até lá com uma gestante e verás o que estou te dizendo…

    Reclamar é fácil né Rômulo, então seria injusto da minha parte não agradece-lo por todo seu esforço em diversas causas, entre a qual eu destaco o cursinho e toda a luta pela Unifesp e os eventos culturais.

  3. Anonymous disse:

    Pena que os comentários são filtrado, assim se a politicagem se sente ofendida (mesmo sabendo que é verdade) não expõe a resposta. Lamentavel…

  4. Sr. Anônimo.

    A Lei Municipal 6820, de março de 2011, além de dar o aumento salarial, criou uma série de gratificações para os médicos, o que, agregados, os valores podem somar um aumento de quase 50% no salário. Isso foi feito para garantir uma maior fixação desses profissionais em Guarulhos. A mesma Lei também deu aumento e criou gratificações aos demais profissionais da saúde, porém, não nas mesmas proporções que aos médicos. Por isso a insatisfação das demais categorias. A reclamação principal não é a de que não tiveram aumento, ou de que o aumento teria sido insuficiente, mas sim, de que não tiveram o mesmo aumento dos médicos.

    Acontece que a Prefeitura não tem como estender as condições salariais dos médicos a todos os profissionais, seria financeiramente inviável. O Governo é obrigado a pagar mais aos médicos por conta da pouca oferta desse tipo de profissional. Por isso, a nossa insistência em lutar pela democratização do acesso ao curso de medicina, além de lutarmos pela implantação desse curso aqui em Guarulhos.

    Sobre as UBSs, o Jacy passou por duas reformas nos últimos anos, mas ainda precisa ampliar mais, pois a demanda é bem grande. Mas claro, o grande problema das UBSs e demais unidades de saúde, é a falta de médicos, os atendimentos são demorados por conta do baixo número de médicos para uma demanda muito grande de atendimento. Pediatra, como você citou, é um caso sério no país inteiro, os estudantes de medicina preferem outras especializações que lhes dêem mais dinheiro. Infelizmente, esse é o caso, a grana em primeiro lugar!

    Deixamos como sugestão a leitura de um artigo, no Blog Carlos Marighella, que trata com mais profundidade a questão da oferta de médicos na rede pública no país: http://rede1969.blogspot.com/2011/06/as-questoes-do-financiamento-e-da.html

  5. Diferentemente de outros blogs, neste publicamos até comentários de pessoas anônimas, apesar de não concordarmos com essa ideia de fazer críticas se escondendo. Pois estamos em um ambiente de debate político aberto e democrático, não temos nada a esconder e não achamos que alguém deva ter medo de se identificar.

    Claro que comentários com palavras chulas, com ofensas pessoais ou providos de discriminação não serão publicados!

  6. Jefferson Rodrigues disse:

    Concerteza a Prefeitura de Guarulhos está investindo, porém os acontecimentos no hospital HMC não foi esclarecido pela câmara dos vereadores, a Prefeitura não se manifestou para resolver o problema e ainda temos grandes problemas na saúde pública. Se o hospital que no nosso querido Lula fez no pimentas estive 100 % concerteza a saúde de guarulhos melhoraria uns 5%. Acredito que grandes obras como a do Hospital pimentas tem que serem terminadas e bem planejadas; e planejamento é o que falta para a nossa Prefeitura, a quem diga sobre os terminais de ônibus…

  7. Fernando Dantas Vieira disse:

    A mídia vem realmente bombardeando a Saúde em Guarulhos! É fato qeu existem problemas, e ninguém é ingênuo o suficiente pra acreditar no contrário, mas não podemos desconsiderar o que tem sido feito. Alguém disse nos comentários anteriores que se dependesse do SUS estava ferrado, creio que existem muitas pessoas com plano de saúde que tem atendimento péssimo, isso quando tem. Saúde privada é boa pra quem é rico. É nosso dever defender o SUS, e procurar aprimorá-lo.
    Se está ruim, então devemos cobrar pela vias democráticas, cobrar do poder público e também desses Datenas da vida, que trataram a questão da morte das crianças como um espetáculo de circo, com a única finalidade de perseguir a Prefeitura e obter audiência, o que houve de fato para esclarecer a população? Me parece que o Blog do Prof. Rômulo foi a melhor opção até agora.

  8. A questão do HMC está sim sendo investigada pela Câmara, através da Comissão de Higiene e Saúde Pública. Sobre o Hospital dos Pimentas, concordamos sim com o que você disse, sobre não estar funcionando totalmente. Mas o grande problema, que ainda impede o seu funcionamento integral é justamente a dificuldade em contratar médicos, como já foi dito aqui anteriormente, juntamente com a limitação orçamentária mesmo, pois a Prefeitura já está no seu limite orçamentário no que se refere à investimentos em saúde. A Emenda 29, quando regulamentada, exigirá que os municípios invistam 15% do orçamento em saúde, mas a nossa cidade já investe 31%, ou seja, mais do dobro. O orçamento municipal da Saúde é maior até do que o da Educação.

    Ah, tem um outro grande problema: o Governo Estadual não investe praticamente nada em Saúde na nossa cidade. E não é apenas uma questão partidária, pois também não investe praticamente nada na Capital, governada por seus aliados há mais de seis anos. A questão maior é que saúde e educação não parecem ser mesmo prioridades do Governo Tucano.

  9. Romulo disse:

    Anonymous, seria bom se identificar. Nossa luta na saúde é pra que valorize o serviço público de sáude, estão atacando a saude pública de nossa cidade, e sabemos o que está por traz disso. Em defessa do SUS.

  10. Elisamara disse:

    Saúde pública de Guarulhos está sendo alvo de ataque da mídia, expondo apenas os pontos negativos e não mencionando a série de pontos positivos adquirido na Saúde durante esses anos.
    Resposta ao AnonymousGuarulhos sobre a USF Jardim Jacy. Sou moradora do Jacy e posso afirmar que está ocorrendo reformas para o melhor atendimento da população, gostaria de convida-ló a passar no USF Jardim Jacy, conversar com o gestor Walter e pedir para ver as obras que estão sendo realizadas.

  11. Oduvaldo Trielli de Lima disse:

    A Secretaria Municipal de Saúde tem o melhor Secretário dos últimos 40 anos

  12. Renata disse:

    Gostaria de reiterar a opinião do Jeferson, quando diz que o que falata à Prefeitura de Guarulhos é planejamento.
    Como ex-servidora que fui dessa Prefeitura senti isso na pele. Como moradora da cidade que sou, sinto isso na alma.
    Parece que aqui tudo é feito na base equivocada da tentativa e do erro. Contróe-se obra faraônicas, porém pouco funcionais na resolução dos reais problemas da cidade (haja visto o que é o Hospital Pimentas, lindo e só, experimente passar mau e ir parar lá, eu já passei por essa terrível experiência).
    Além disso, dentro dessa política da tentativa e erro, quando erram, nunca aceitam receber críticas. Tudo são injúrias da opisição, golpe para antecipar a corrida eleitoral e passamos assim mais quatro anos…
    A oposição cumpre seu papel de tripudiar nos erros da gestão que é contrária aos seus interesses. Isso não deveria doer em ninguém.
    Porém, existe algo que dóe muito. Não conseguir saber qual a diferença, em Guarulhos, do que oposição e o que situação. Aliás, que bom não ser eleitora em Guarulhos. Pois que falta de opção h´´a para o Executivo nesse lugar. Sei de algo, militante que fui durante anos do movimento popular, filha de sindicalista que sou, aqui eu jamais votaria no PT.
    O que aconteceu há esses 11 bebês não é tão pontual, acredito ser a consequência de uma política equivocada. A mesma que na Educação fecha salas de aula, favorece a evasão e usurpa o direito constitucional de acesso à educação básica.
    Eu gostaria de ver a mudança na administração em 2012, não por ser da oposição, mas por almejar que se instale uma gestão mais competente, eficiente, menos atrelada ao clientelismo e mais responsável pela vida das pessoas. Seria bom ter um governo sem tantos amadores.
    Renata

  13. Renato disse:

    Renata,
    você não deve ser moradora da periferia de Guarulhos, né, sobretudo do Bairro dos Pimentas. Quem mora aqui sabe exatamente a diferença que faz ter o PT no Goveno Municipal.

    Graças ao PT ter assumido a gestão municipal há dez anos atrás que esta região começou a se desenvolver. Ganhamos até um campus de universidade federal, através de uma parceria entre o município (doando o terreno) e o Governo Federal. E não adianta dizer que a parceria só foi feita por se tratar de duas gestões petistas (municipal e federal). Por que será que as gestões anteriores não fizeram nenhuma parceria com o FHC para construir universidades? Ah, é, o intelectual Fernando Henrique não construiu nenhuma universidade federal em oito anos!

    E sobre o Hospital Pimentas, eu conheço muito bem, sou usuário do SUS na região, e sei que funciona muito bem. Claro que se o problema não for tão grave, o atendimento demora mesmo, pois o Hospital é lotado, e a demora é por conta da classificação de risco (as pessoas com problemas mais graves são atendidas primeiro).

    Na saúde estão sim sendo feitas muitas coisas boas, como escrito nesse post. A Prefeitura teve coragem de dar um aumento de quase 50% aos médicos (nenhum prefeito faz isso) para garantir que ele permaneçam trabalhando na cidade, mesmo tendo que enfrentar agora protestos de outras categorias que também reivindicam o mesmo aumento.

    Por falar em coragem, o Prefeito Almeida também foi o primeiro nesta cidade a enfrentar a máfia do transporte coletivo. Pela primeira vez em Guarulhos houve licitação para o transporte público. É claro que está tendo problemas, o novo sistema ainda não está totalmente implantado, mas com certeza, quando os terminais estiverem todos concluídos e estiverem construídos os corredores de ônibus, como o da Dutra, vai melhorar muito a vida de todos os trabalhadores. Mas claro que não dá pra fazer milagre, não dá pra fazer tudo de uma vez.

    Em relação à educação então nem se fala. Todas as crianças do município estão na escola. Quando o PT assumiu a gestão há dez anos atrás havia apenas cinco creches, isso foi praticamente multiplicado por 10. E as crianças que estão hoje nas escolas municipais, todas recebem uniforme e material didático de qualidade. O professor do município ganha mais que o professor do Estado. Pouquíssimos município fazem isso no Brasil. E ainda estão sendo construídos os CEUs, que além de serem equipamentos educacionais de alta qualidade, também proporcionam lazer e entretenimento à população.

    Bom, acho que já falei demais, mas poderia ficar aqui escrevendo muito mais tempo. Falar mal é fácil, né!!!

  14. […] Prefeito Almeida, já foram construídas 3 novas UBSs e reformadas outras 8, conforme foi descrito aqui. Fica a nossa expectativa para que tão logo esses recursos sejam liberados para a cidade e não […]

  15. Jairo Lacerda disse:

    Gostaria de saber quais os investimentos e projetos relacionados à saúde com vistas à Copa de 2014. É impossível achar informações a esse respeito e o site da Secretraria da Saúde é vergonhosamente desatualizado. Obrigado.

  16. Renato disse:

    Jairo, investimento em saúde se dá com vistas ao longo prazo. O melhor investimento é em saúde preventiva, ou seja, na atenção básica. A verba para a saúde pública precisa aumentar muito, é necessária a contratação de muitos profissionais, sobretudo médicos, e isso é uma demanda permanente, independente da Copa.

    Em grandes eventos, como a Copa do Mundo, não é esperado que haja um número tão grande de pessoas doentes, ou de acidentes. E mesmo assim, a grande maioria dos turistas, quando viajam, já incluem em seu pacote obrigatoriamente um seguro-saúde, o que permite o atendimento na rede privada.

Deixe um comentário


Desenvolvido para WordPress | Desenhado por: Douglas Lotto